A saúde dos pés exige verdade, verticalidade e auto-estima

Ninguém vive com saúde, sem ser fiel á sua verticalidade e verdade, o que exige uma grande dose de auto-estima e fidelidade aos nossos grandes princípios.

O problema está na capacidade de se construir a própria verdade e grandes princípios, sem nos abandonar á onda nem nos corromper pelo mundo á nossa volta.

Pare, observe, observe-se, constate, fique atento a si e ao que o rodeia!

Mas prepara-se porque vai observar e constatar, que a maior parte daquilo que vê e que lhe dizem não corresponde á verdade – á sua verdade.

Dê os seus passos, construa o seu caminho seguindo a sua verdade e sendo fiel aos seus grandes princípios.

Atenção, falo de princípios não de valores nem de regras, pois esses, não o ajudam na cura do seu corpo, na sua saúde nem na sua vida. O sintoma surge quando não é fiel aos seus grandes princípios, á sua verdade, á sua verticalidade.

Ser fiel a si próprio aos seus grandes princípios, faz de si um ser genuíno, autêntico, adulto, inteiro, com auto-estima, responsável por si, pela sua vida e pela sua saúde.

Aí sim, o seu corpo vibra na mais alta frequência como se de uma jóia se trata-se. É nesse momento que passa a ser o criador da sua vida, da sua saúde e não um seguidor de tudo o que lhe rodeia e lhe dizem.

E antes de engolir o que lhe escrevo, observe e constate se faz sentido para si, para a sua vida e para a sua saúde.

Construa a sua verdade, é essa a minha função quando lhe escrevo – tornar-lo consciente do seu inconsciente, fiel a si próprio, fazê-lo crescer como Criador da sua própria Saúde e não como um seguidor!

É preciso começar a Criar Saúde

De nada serve colocar energia numa saúde que está a morrer enquanto estrutura. A energia tem de ser colocada na criação de uma nova saúde, na criação da saúde a partir de dentro, não só de cada ser humano que se encontra doente, mas da própria estrutura em si, enquanto Saúde.
energia na doença é a morte pela certa, a energia tem de ser colocada, na saúde, na cura, na criação.

Todos nós temos essa capacidade e esse poder dentro de nós.

A violência aumenta, sempre que não vencemos o medo. Quando vencemos o medo, tudo se pacífica, tudo flui em harmonia, paz e amor.

Tenho refletido no modo como estaria este nosso lindo Mundo, se em vez de medo tivéssemos semeado e espalhado porporinas de cura e Amor.

Creio que todos estaríamos a viver neste presente momento, uma profunda magia cósmica.

Contudo, na minha humilde visão, nada se perde tudo se transforma, vamos sempre a tempo de o começar a fazer.

Os Pés e o signo de peixes

Sabiam que quem rege os pés é o signo de peixes?

Pessoas deste signo nativo, têm de ter especial atenção e cuidados de saúde com os seus pés.

Peixes está ligado ao elemento água o que torna estes nativos bastante sensíveis e intuitivos. O seu planeta regente é Neptuno , o Deus dos mares e das águas, com forte desejo de alcançar o divino e ausência de fronteiras. Está ligado á a arte, os escritores e aos místicos.

Por esta razão os pés, nos falam tanto deste sentido de unidade, de ligação ao todo e de que este todo é Um. São os nossos sentidos que nos dão a pura ilusão de separação de tempo e espaço.

A diferença, a separação, que o branco é diferente do preto ou que somos diferentes dos animais ou da natureza, que quando magoamos o outro não nos magoamos a nós próprios, isto é apenas pura ilusão dos nossos sentidos.

Na essência, tudo é a mesma coisa e faz parte do mesmo, na origem somos todos Um.

Para nos ligarmos ao todo apenas é possível por via do Amor! Todos vivemos no colo do universo e nunca em momento algum estamos separados dele.

Percebem agora porque trabalho com pés? É através deles que me transcendo para este sentido de unidade incrivelmente mágica e ligação cósmica com o todo que existe.

E já que falei do todo, não podia deixar de partilhar para todos os outros signos muito resumidamente, qual a parte do vosso corpo que devem ter sempre especial atenção:

Carneiro: Cabeça, olhos, maxilar

Touro: garganta, pescoço, ouvidos

Gémeos: Braços, pulmões, costelas, mãos

Caranguejo: esófago, estômago, pâncreas, parte do fígado, mamas
Leão: medula espinal, coração, artéria aorta

Virgem: lobos inferiores do fígado, vesícula,baço

Balança: rins, lombar, glândulas supra-renais

Escorpião: sistema reprodutor, bexiga, uretra, órgãos sexuais, colo descendente
Sagitário: quadris, coxas, fémur, nervo ciático

Capricórnio: estômago, joelhos, ossos

Aquário: sistema circulatório, membros inferiores

O que me dizem os pés dos bebés?

No meu trabalho com os pés dos bebés aprendo muito mais sobre o mundo e a vida dos adultos.

A minha comunicação com os bebés permiti-me compreender que os seus sintomas estão intimamente ligados com os comportamentos e as emoções dos seus pais.

Quando os pais abrem os seus corações e compreendem o que eles lhes comunicam os sintomas resolvem-se de um modo mágico ✨

Aprofundei este assunto no meu podcast que podem ouvir aqui

 

O poder do silêncio!

O PODER DO SILÊNCIO ✨

Além de todas as vossas mensagens carinhosas que me fazem chegar, têm-me pedido muito ajuda. Na verdade, eu diria que Luz. No meu sentir, todos vocês sabem o que precisam de fazer, apenas necessitam de se religarem á vossa LUZ.

Falam-me muito que querem mudar, a mente ou o que sentem, que se sentem perdidos (as), que estão a sentir muito medo por tudo o que se está a passar, ou muitas outras coisas…

Quando isto vos ocorrer o que têm a fazer é absolutamente NADA, eu diria até que quanto mais fizerem e mais coisas externas procurarem pior.

Esse desconforto, dor, angústia que sentem aí dentro, é apenas a vossa Alma a pedir-vos para SER, para religarem á vossa LUZ.
.
Como se faz isso?

Há vários passos, eu vou partilhar duas coisas que considero mesmo importantes. A primeira é irem á natureza e ficarem simplesmente em SILÊNCIO, sem música, sem nada de meditações guiadas, nem telemóveis, nem levarem
os amigos para conversar nada … absolutamente nada…

A segunda é, colocarem-se descalços na natureza numa posição que se sintam confortáveis, levem a vossa atenção para as batidas do vosso coração e para as vossas inspirações e expirações profundas, deixem-se apenas aí ficar.

Há pensamentos, sentimentos, emoções que vão emergir, por vezes, de lugares bem profundos que não sabem explicar. Na verdade, não é para explicar é para apenas sentir e ali ficar. Isto é SER. Agradeçam tudo o que têm, e coloquem a vossa intenção, que pode ser de cura, de luz, de coragem, de verdade, de clareza, etc.

Isto permite-vos expandir a partir de vocês mesmos, vão sentir-se mais leves e centrados no vosso coração. Basta reservarem uns breves minutos todos os dias ou o máximo que conseguirem.

O SILÊNCIO tem um PODER incrivelmente mágico!

Qual o benefício de andarmos descalços?

A ligação á Terra é praticada desde a pré-história e é imprescindível para a nossa saúde. A Terra emite uma vibração poderosa que nos cura o corpo, a mente e a alma.

Podemos facilmente estabelecer essa ligação pelos nosso pés para aumentar a vibração corporal, melhorar a eficiência do sistema imunológico, circulatório e até linfático. Uma vibração que nutre, limpa e protege.

O criador dos nossos pés foi tão perfeito, que podemos entrar em contacto com a Terra no ponto anatómico exacto que aciona a cura. Este ponto está localizado no meio da planta dos nossos pés, conhecido na acupuntura como o Rim1.

Quando andamos descalços pressionamos este ponto, activando o merediano que sobe pela perna e chega ao céu da boca, passando pelas costas, pelos rins e pelo pescoço. Isto permite-nos aumentar o fluxo de eletrões curativos por quase todo o corpo. A Terra é capaz de nos fortalecer em eletrões em quantidades infinitas.

Esta ligação permite-nos ainda desbloquear os nossos centros energéticos e proteger o corpo das radiações sem fios.

Há estudos pioneiros na Universidade da Califórnia, que evidenciam também os benefícios da ligação á Terra com o humor.

O que vos recomendo para estabelecerem esta ligação com a Terra?

1.Andarem descalços na natureza, seja no jardim de casa, na relva ou até na praia. O ideal seria pelo menos uma vez por dia.

2.Tocar ou até mesmo abraçar as árvores.

3.Na praia, em dias de maré baixa, enterrem os calcanhares na areia até á altura dos tornozelos e balancem os braços para a frente e para trás. Este exercício, estimula o fluxo da linfa para que seja activado um processo de desintoxicação do corpo. De seguida ainda a balançar os braços ajoelhem-se e sinta o movimento da maré para que ela extraia todas as energias tóxicas do corpo.