Papilomas

Trata-se de uma lesão benigna localizada na pele estimulada por um vírus – Papiloma Humano – proveniente do contato direto do indivíduo com o vírus. Aparece tanto em adultos como em crianças sendo mais frequente nestas. Pelo seu aspeto são muitas das vezes confundidos com calos e manifestam-se sobre a forma isolada ou múltipla.

Os meios de maior contágio são os espaços públicos como piscinas e balneários. Recuse sempre a troca de sapatos ou chinelos e objetos de higiene pessoal. Em casa é importante uma boa higienização das zonas de banho.

Existem diversos tratamentos para os Papilomas, desde os menos invasivos  aos mais invasivos como a pequena intervenção cirúrgia.

Na nossa clínica elegemos o tratamento caso a caso, só assim garantimos o sucesso do mesmo.

Calos e Calosidades

Os calos e calosidades, localizados maioritariamente na planta do pé e dedos, são zonas duras e com maior espessura, provocadas por excesso de pressão ou fricção sobre saliências ósseas, conduzindo ao aparecimento de dor.
Nos diabéticos com calos e calosidades, o risco de aparecimento de úlceras aumenta, facilitando o desencadeamento de um processo infecioso. Os diabéticos em particular, devem consultar o podologista periodicamente para tratar estes problemas para prevenir o risco de amputação.

Numa primeira fase e para alívio imediato da dor, removemos na consulta os calos e calosidades. No entanto, o objetivo futuro do tratamento definitivo das calosidades, é diminuir a pressão localizada que está na origem deste problema.

No caso em particular das calosidades da planta do pé, o tratamento definitivo consiste num estudo biomecânico em que analisamos cuidadosamente o tipo de apoio e morfologia do pé. Mais tarde, é desenhada e adaptada uma palmilha personalizada, que diminui o excesso de pressão localizada nestas zonas críticas, retardando ou eliminando o aparecimento dos calos e calosidades.

Quando os calos estão localizados nos dedos, moldamos um dispositivo em silicone por medida,  impedindo a pressão entre os dedos e o sapato. Esta é um solução prática e com excelentes resultados. Em situações mais severas a intervenção cirúrgica é uma opção de tratamento.

É importante o uso de calçado adequado ao seu tipo de pé, para diminuir a pressão entre o sapato e as zonas de conflito. Depois da nossa avaliação cuidada recomendamos, especialmente para si, as características que deve ter em consideração na escolha do seu calçado.